segunda-feira, 29 de março de 2010

quarta-feira, 24 de março de 2010


Sei o que me faz bem.
Estar de boa com as infinitas, rir com o pessoal da faculdade, yoga, chimas na redenção, bar na sexta de noite, samba bem dançado, ler antes de dormir, comida da vó, ficar com a família, falar bobagem com a mãe, nascer do sol de mãos dadas, beijo na chuva, estar apaixonada, rezar, silêncio de igreja, baforada de preto velho, passe de centro espírita, cozinhas com muitos temperos, disco de vinil, mar de Santa Catarina, cheiro de arruda, lembrar do passado, goiaba do pé, vinho no inverno, emagrecer, banho com sabonete da Natura, sapato que não machuca, roupa com cheiro de nova, acabar uma prestação, achar dinheiro no bolso, discutir política, gente interessante, churrasco do semestre, fazer os outros rirem, beijo na boca, ler e gostar depois, falar e nao se arrepender, encontrar amigos de muito tempo, verdura comprada na feira, olhos com brilho de vida, nostalgia, esperança.
É uma lista grande.
Vou usar pra quando me sentir desanimada com alguma coisa.
Aceito sugestões pra aumentá-la!!

Hora do Planeta

Doce Certeza

Por essa vida fora hás-de adorar
Lindas mulheres, talvez; em ânsia louca,
Em infinito anseio hás de beijar
Estrelas d´ouro fulgindo em muita boca!

Hás de guardar em cofre perfumado
Cabelos d´ouro e risos de mulher,
Muito beijo d´amor apaixonado;
E não te lembrarás de mim sequer…

Hás de tecer uns sonhos delicados…
Hão de por muitos olhos magoados,
Os teus olhos de luz andar imersos!…

Mas nunca encontrarás pela vida fora,
Amor assim como este amor que chora
Neste beijo d´amor que são meus versos!…

Florbela Espanca

terça-feira, 23 de março de 2010

Inevitável...

Inevitável, vou sentir tua falta.
Mas tambem vou dormir 12 horas seguidas depois que tu for embora, pra que tudo fique com a impressão de sonho, nao de realidade.
Andar de maos dadas, nao vai passar de uma lembraça distante.
As vezes que tu parava tudo, só pra perguntar a cor dos meus olhos;
O abraço no meio da madrugada;
Os discursos no bar;
O sotaque que me fazia rir... tudo vai ficar como um doce devaneio.
Mas dai eu lembro dos cabelos, e do cheiro que eles tinham,
das maos, e da boca, e das tatuagens, e do corpo bronzeado...
E tenho certeza que isso eu nao consigo transformar em sonho.
Inevitável, menino do Rio, vou sentir tua falta.

sexta-feira, 12 de março de 2010

3 diferentes assuntos

Prezados,
Daqui a quatro meses estará ocorrendo o VI Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre. Em virtude disso, estamos enviando o seguinte e-mail para tratar de três assuntos: (1) a submissão de curtas-metragens para seleção; (2) a programação do festival de 2010; e (3) a continuidade do festival após o ano de 2010.
(1) Inscrições Abertas para curtas-metragens:
O Fantaspoa está com inscrições abertas para a mostra competitiva de curtas-metragens. As inscrições vão até o dia 15 de abril. Podem ser submetidos filmes realizados após 2006 e dos gêneros fantasia, ficção-científica, horror e suspense. Para maiores informações, entre em contato pelo e-mail fantaspoa@fantaspoa.com
(2) A Programação do Festival de 2010:
Aqueles que acompanham o evento se surpreenderão com a programação que iremos apresentar em 2010. A Competição Internacional contará com uma série de títulos de grande importância que vem marcando presença em alguns dos mais importantes festivais de cinema do mundo (de gênero fantástico ou não). Uma maior diversidade de gêneros estará presente, assim como de países. As mostras paralelas serão bem variadas e o que podemos adiantar é a presença do renomado diretor italiano Luigi Cozzi. Entre os dias 06 e 09 de julho, ele fará uma série de palestras. Cozzi dirigiu mais de 15 longas-metragens (dentre eles, “Starcrash”, “Alien Contamination” e “Paganini Horror”) e trabalhou com atores como David Hasselhoff, Caroline Munro, Lou Ferrigno, Klaus Kinski e Donald Pleasence.  Também escreveu roteiros de filmes realizados por colegas talentosos, como Dario Argento, Lamberto Bava e Joe D’Amato. Dentre uma série de outras mostras, o VI Fantaspoa exibirá uma mostra retrospectiva do trabalho de Luigi, contendo 12 de suas obras.
E o ponto principal:
(3) A Continuidade do Festival após o Ano de 2010:
Inicialmente queremos esclarecer que sabemos que algumas pessoas não apreciam o nosso festival, seja pelos filmes que exibimos, ou pelo fato de exibirmos a maioria dos filmes em DVD e em Blu-Ray. Somente queríamos deixá-los a par do fato que recentemente fizemos um levantamento de custos para podermos trazer filmes em 35 MM esse ano. Como nenhum dos filmes que exibimos possui cópias no Brasil, a média de frete (ida e volta) da Europa e EUA, é de aproximadamente R$10.000,00 POR filme. Além disso, existe a cobrança de taxas para exibição de uma série de filmes. Por exemplo, poderíamos exibir um dos filmes vencedores do festival de Cannes esse ano e, além do valor do frete, teríamos que pagar uma fee (taxa de exibição) de R$2.500,00.
Já lemos em diversos sites e blogs reclamações sobre a nossa programação e que deveríamos trazer uma série de filmes, dentre os quais podemos citar somente alguns: Martyrs, The Children, Frontier(s), Dead Snow, ZMD e Must Love Death. O que as pessoas não sabem é que nós TENTAMOS trazer cada um desses filmes e todos se enquadram no caso acima. Ou seja, além de uma fee exorbitante, a obrigatoriedade da exibição em película.
Para aqueles que conhecem mais de perto o nosso evento sabem que realizamos o mesmo com auto-investimento e que o nosso orçamento total gira em torno de R$25.000,00 e que, portanto, pagar fees de R$2.500,00 ou trazer filmes em outras mídias se tornam inviável. Além disso, as salas que utilizamos não possuem projetores de HDCam nem Digibeta. Além do valor que investimos a fundo perdido, temos todo o trabalho de produzir o festival, selecionar e legendar cada um dos filmes. Nós não temos nenhum apoiador/patrocinador, público ou privado que cubra os gastos do festival e os mesmos se tornaram altos demais para continuarmos com o projeto.
Estamos tentando aprimorar o nosso evento, apesar da dificuldade de receber qualquer apoio e patrocínio realmente significativo. Pelo segundo ano estamos inscritos na Lei Rouanet e apesar de contatarmos uma série de empresas, não estamos conseguindo nenhum tipo de apoio.
Se por acaso você conhece alguma empresa que possa nos apoiar, peço que nos passem o contato do responsável, para que possamos enviar o nosso projeto para eles. Um evento independente, que em uma cidade como Porto Alegre, nas salas do centro, leva 6.000 espectadores ao cinema ao longo de somente dezoito dias não deveria simplesmente deixar de existir. E infelizmente isso acontecerá caso a situação não mude em 2010.
Nós realmente precisamos de apoio urgente para que o festival não seja cancelado, e o apoio necessário é financeiro. Você pode ajudar publicando essa mensagem em seu site, blog ou enviando para os amigos.
Publicado em março 12, 2010 at 3:11

nao se afobe nao...

Nao se afobe não, o amor pode esperar... enquanto isso eu espero mesmo, sem pressa.
Só não me venham com encontrar a metade da laranja, quem em sã consciencia quer ser uma fruta? Ainda mais uma laranja!
E nessa espera disfarçada de busca, vou me equilibrando pelos caminhos que a noite me mostra.

Futuros amantes, Chico Buarque

Não se afobe, não
Que nada é pra já
O amor não tem pressa
Ele pode esperar em silêncio
Num fundo de armário
Na posta-restante
Milênios, milênios
No ar
E quem sabe, então
O Rio será
Alguma cidade submersa
Os escafandristas virão
Explorar sua casa
Seu quarto, suas coisas
Sua alma, desvãos
Sábios em vão
Tentarão decifrar
O eco de antigas palavras
Fragmentos de cartas, poemas
Mentiras, retratos
Vestígios de estranha civilização
Não se afobe, não
Que nada é pra já
Amores serão sempre amáveis
Futuros amantes, quiçá
Se amarão sem saber
Com o amor que eu um dia
Deixei pra você

terça-feira, 9 de março de 2010

Sobre o parque tecnológico da UFRGS

Então, afinal o que é este tal parque?
Bem, o objetivo da criação do parque é trazer empresas para operarem dentro da universidade, fazendo uma espécie de parceria baseada na utilização do conhecimento dos alunos  e no investimento dessas instituições privadas. Na prática, é trazer material e recursos de empresas grandes e pequenas, e em troca proporcionar estágios e oportunidades aos alunos. Isso parece ser muito interessante – inclusive, este tipo de iniciativa está presente em famosas universidades privadas do RS e na USP -, se olharmos pelo lado do benefício do estudante universitário que terá à sua disposição um extenso material para desenvolver o seu trabalho. Porém, observando a situação de outro ângulo – muito mais crítico e profundo -, isso é o mesmo que tirar o conhecimento público e transformá-lo em dinheiro para empresas – que são instuições pura e simplesmente criadas visando o lucro imediato sem dar nenhum tipo de retorno à sociedade.
Gente, a UFRGS é uma universidade pública, sustentada pelo dinheiro público. Todo o aprendizado, todo o conhecimento desenvolvido, todas as descobertas feitas ali, são objeto de interesse público. Ou seja, a UFRGS pertence a VOCÊ, cidadão que paga seus impostos.
Trazer uma iniciativa privada para dentro da UFRGS, é o mesmo que garantir exclusividade na utilização do conhecimento saído dali apenas para a empresa que está o financiando.
Em outros termos, é pegar o SEU DINHEIRO para pagar um professor universitário, que vai ensinar um aluno, e esse aluno vai usar esse aprendizado para construir coisas que irão com exclusividade para EMPRESAS PRIVADAS.
OU SEJA: se um estudante de química desenvolver um novo medicamento, a sua fórmula pertencerá a empresa que financiou o laboratório onde este estudante trabalhou para fazer este medicamento. E você terá que pagar pelo remédio – e provavelmente muito caro -, sendo que você já pagou seus impostos que foi exatamente o que custeou as aulas deste estudante. Compreende? Você paga DUAS VEZES  a mesma coisa.
[...]
A grande tristeza é que também existe uma parcela de estudantes que é à favor da criação do Parque, porque a curto prazo eles se beneficiam profissionalmente ao entrar em contato com empresas enquanto estão fazendo seus cursos. Afinal, provavelmente o salário de estágio neste parque será bem bom, e quem não gosta de dinheiro? Ainda mais quando as bolsas de graduação na UFRGS não ultrapassam 350 reais.
Mas é importante que saibamos da nossa responsabilidade de retorno com a população que paga nossos estudos. O trabalhador de classe média baixa, que muitas vezes não tem nem o Ensino Médio, mas que paga suas contas todas em dia. Aquele cara que sua seu sangue dia e noite para pagar altas taxas tributárias por tudo que ele consome, e que luta para sobreviver e manter sua família. Você quer ser responsável pelo roubo do suor deste trabalho?
A criação do Parque está praticamente instituída, então vamos pelo menos deixar claro que nós sabemos que isto não está certo. Conscientize-se. Procure entender o mundo em que você vive.

Fonte: PARQUE técnológico da UFRGS. Disponível em: < http://garotacocacola.wordpress.com/2010/03/05/parque-tecnologico-da-ufrgs/ >. Acesso em 09 mar. 2010.

Apenas pra esclarecer, sou a favor da criação do parque, da pesquisa tecnologica, da iniciação científica. Mas esse projeto poderia ter sido mais (bem mais) discutido, pra garantir oportunidades a pequenas e médias empresas. A pesquisa tambem deve garantir retorno à sociedade, e nao às multrinacionais exploradoras e oportunistas.

Romance II

Ele nao está a fim de você quando não interrompe a corrida pra te dar "oi"!

segunda-feira, 8 de março de 2010

Mensagem para as mulheres...

Só pra não deixar passar em branco, publico esse texto. Foge um pouco do contexto "mulher lutadora, batalhadora, blablabla".



Fica também a dica de blog.

http://anandaespaco.blogspot.com/

Hoje dia 8 de março se comemora o Dia da Mulher, mas acho que mais importante do que a midia faz ou, os presentes que "por acaso" lhe derem, é a sua própria convicção do valor imenso que você tem, a mulher traz em si o poder de amar, nutrir e proteger outros seres.
Bri. Maya Tiwari, diz em seu livro " O caminho da prática", que as mulheres sempre foram consideradas guardiãs das práticas que conduzem a uma vida mais saudável, assim, quando fortalecemos nossa saúde e nosso poder espiritual, estamos também fortalecendo a saúde e a sabedoria dos homens, das crianças e das comunidades que nos cercam. Hoje pense nisso e se fortaleça, busque dentro de você essa força do feminino que vem da Mãe natureza e já é inata em nós mulheres, dê a si mesma alguns presentes, mas não presentes que você compra, mas sim presentes onde você age e faz por você mesma.
Cito aqui algumas formas pra você fazer isso, algumas são minhas, outras tirei do livro " Mulheres que correm com os lobos, de Clarissa Pinkola Estés, editora Rocco:
...reler trechos de livros e poemas isolados que lhe comoveram. Ver novamente aquele filme em que quando terminou, deu vontade de começar de novo. Passar até mesmo alguns minutos junto a um rio, um córrego, um regato (vale até mesmo o lago do Jardim Botânico). Ficar deitada no chão, observando o passar das nuvens. Ficar com quem ame, sem ninguém por perto para incomodar. Sentar na varanda tricotando, tomando um chá, ou simplesmente, não fazendo nada, só deixando o tempo passar. Caminhar ou passear de carro por uma hora, em qualquer direção, e depois voltar. Apanhar um ônibus qualquer, com destino desconhecido. Tocar um instrumento, cantar bem alto ou dançar , sem medo de ser feliz. Assistir ao pôr do sol. Ir de carro a um lugar onde as luzes da cidade não prejudiquem a visão das estrelas. Orar com fé. Estar com uma amiga especial ou amigas especiais. Ficar sentada numa ponte com as pernas balançando no ar (aqui vale de novo a do jardim botânico). Sentar-se num circulo de árvores. Secar o cabelo ao sol. Brincar na chuva. Plantar, mexer na terra. Contemplar a beleza de uma flor. Embelezar-se para você mesma, colocar uma roupa que se sinta muito especial (adoro vestidos), passar perfume, cremes, mesmo que você vá ficar em casa. Sentar-se junto a uma janela num café e escrever, escrever o que vier à cabeça, escrever para uma amiga ou amigo distante no tempo ou fisicamente...tantas coisas simples a se fazer, não acha? E, não precisa ser só hoje, faça algo assim em todas as vezes que sentir que está se afastando dessa força e alegria do feminino!
Se você tiver mais dicas, mande pra mim.Vou adorar compartilhar!

(http://anandaespaco.blogspot.com/2010/03/mensagem-para-as-mulheres.html)


segunda-feira, 1 de março de 2010


Será que finalmente consegui te exorcizar?
Não aguentava mais, todo dia, todo dia...
Eis que surge do nada, o cavaleiro de armadura pra me salvar de ti.
Bom, um tanto piegas, mas pelo menos me salvou nesse final de semana, quando eu sabia que estarias tão próximo, e como sempre, tão distante.


=**=

Em tempo, o cavaleiro de armadura me derubou do cavalo.... bom, pelo menos o fim de semana foi divertido, ocupou minha cabeça com outros assuntos.